Pesquisadores desvendam estratégia bacteriana para roubar metais como zinco e ferro do hospedeiro


Luciana Constantino | Agência FAPESP – Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) desvendaram a estratégia usada pela bactéria Chromobacterium violaceum para roubar metais como zinco e ferro do organismo hospedeiro e aumentar, assim, sua virulência. A descoberta pode dar pistas para a busca de novas terapias.

Encontrado na água e no solo de regiões tropicais e subtropicais, esse bacilo é considerado um patógeno oportunista e pode causar abscessos no fígado, no pulmão e na pele, além de sepses graves em humanos e outros animais. Os principais sintomas são febre, dor abdominal, lesões cutâneas e formação de abscessos metastáticos. A via de transmissão mais comum envolve a exposição de feridas e lesões ao solo e à água contaminados.

Em estudos conduzidos na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP), divulgados em três artigos entre 2019 e 2021, os cientistas mostraram que essa bactéria subverte a chamada “imunidade nutricional”, que são mecanismos das células para evitar o acesso aos metais por microrganismos invasores.

No trabalho mais recente, publicado na revista da American Society for Microbiology, o grupo mostrou como um complexo de proteínas conhecido como ZnuABC, que funciona como um sistema transportador de íons de zinco, é crítico para a virulência de C. violaceum e contribui para diversos processos fisiológicos dependentes desse metal.

A investigação, feita em parceria com a Universidade Vanderbilt, no Tennessee (Estados Unidos), teve o apoio da FAPESP por meio de quatro projetos (18/01388-6, 20/00259-8, 17/03342-0 e 18/14737-9).

“Os três artigos contam uma história, mostrando o processo de captação de metais dos hospedeiros pela bactéria para conseguir se multiplicar e como isso é um fator de virulência. O microrganismo subverte a imunidade nutricional do hospedeiro, conseguindo assim ter acesso aos metais essenciais para qualquer organismo. Nosso grupo tem sido pioneiro em investigar os fatores de virulência dessa bactéria”, explica o professor José Freire da Silva Neto, do Departamento de Biologia Celular e Molecular e Bioagentes Patogênicos da FMRP-USP e coordenador das pesquisas.

Entender esse processo usado pelo bacilo é importante para a busca de novas abordagens para o tratamento de infecções bacterianas, bem como o uso de moléculas que possam diminuir a virulência do patógeno. Além disso, o conhecimento sobre o “estilo de vida” da Chromobacterium em certa medida pode ser extrapolado para outras bactérias, como a Pseudomonas, que causa infecções oportunistas em pacientes hospitalizados.

“É possível usar o que descobrimos até agora para buscar moléculas que atuem nesses sistemas envolvendo zinco e ferro e reduzam a virulência da bactéria. Se ela não conseguir captar os metais com eficiência, também não será capaz de se multiplicar”, diz Silva Neto.

Estudos anteriores já mostraram que essa bactéria é resistente a vários antibióticos, sendo que os tratamentos que tiveram mais sucesso no controle das infecções foram com ciprofloxacina e meropenem.

Embora raras, as infecções são caracterizadas por rápida disseminação e alta mortalidade. Uma compilação de dados registrados entre 1952 e 2009 apontou 106 pacientes com infecções por C. violaceum. Em trabalho publicado em 2017, do grupo da FMRP-USP, uma atualização sobre os relatos clínicos em artigos apontou mais 150 casos.

O caminho

Os pesquisadores mostraram como a bactéria, introduzida em camundongos, emprega o sistema de captação de zinco (ZnuABC) para superar a limitação desse metal no hospedeiro.

A inibição de ZnuABC reduziu a virulência da bactéria nos animais. Além disso, em uma linhagem mutante de camundongos, com mudanças em ZnuABC, observou-se menor virulência e baixa capacidade de colonizar o fígado. Ficou demonstrado assim que a captação de zinco é essencial para a virulência da C. violaceum.

Em artigo publicado em outubro de 2020, também pela revista American Society for Microbiology, cujo primeiro autor era o aluno de doutorado Renato Santos, o grupo da FMRP-USP já havia mostrado o papel do regulador de captação de ferro (Fur) na fisiologia e na virulência de C. violaceum.

O importante papel do ferro também foi demonstrado em outro estudo do grupo, que teve a aluna Bianca Batista como primeira autora. Este apontou como a bactéria se utiliza de diferentes sideróforos endógenos (compostos orgânicos que atuam na captação do ferro e são produzidos naturalmente pelo organismo) para captar o metal e se estabelecer nos hospedeiros.

O artigo The zinc transporter ZnuABC is critical for the virulence of Chromobacterium violaceum and contributes to diverse zinc-dependent physiological processes, dos pesquisadores Renato E. R. S. Santos, Waldir P. da Silva Júnior, Simone Harrison, Eric P. Skaar, Walter J. Chazin e José Freire da Silva Neto, pode ser lido em https://journals.asm.org/doi/10.1128/IAI.00311-21.

 

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

JESUS CRISTO: HUMANO, DIVINO OU HUMANO E DIVINO?

JESUS CRISTO: HUMANO, DIVINO OU HUMANO E DIVINO? Marcelo Victor Rodrigues Nascimento RESUMO Este artigo teve por objetivo dar um parecer acerca da pessoa de…

Read More
EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO NO SISTEMA IMUNOLÓGICO EM JOGADORES DE BASQUETEBOL

EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO NO SISTEMA IMUNOLÓGICO EM JOGADORES DE BASQUETEBOL Adriano Vretaros RESUMO Esta pesquisa tem como objetivo apresentar através de uma revisão literária…

Read More
Pesquisadores desvendam estratégia bacteriana para roubar metais como zinco e ferro do hospedeiro

Luciana Constantino | Agência FAPESP – Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) desvendaram a estratégia usada pela bactéria Chromobacterium violaceum para roubar metais como…

Read More
MARIA, GERAÇÃO OU GESTAÇÃO DO FILHO DE DEUS?

Marcelo Victor Rodrigues Nascimento RESUMO Este artigo teve por objetivo apresentar uma revisão bíblica sobre a real participação de Maria no tão esperado nascimento do…

Read More
O passado, o presente e o futuro da cromatografia de exclusão de tamanho na separação…

Autores: Hussein Kaddour, Malik Tranquille  and Chioma M. Okeoma. As vesículas extracelulares (EVs) são partículas membranosas derivadas de células secretadas por todos os tipos de…

Read More
Edição anual da Revista Sociedade Científica

A Revista Sociedade Científica em 2021 apresentará adição anual, com submissão e publicação contínua. Neste novo modelo, os artigos aprovados são editados e publicados em…

Read More
A Era da Transição Digital no Prisma da Ameaça Existencial de Perda de Emprego: Responsabilidade…

Autora: Irina G. Shestakova Este artigo explora a questão da taxa de progresso digital no contexto do mercado de trabalho. São indicadas características específicas da situação…

Read More
Como os conceitos biológicos e as teorias evolutivas inspiram os avanços na inteligência de máquina

Autores: Abigail R. Gutai and Thomas E. Gorochowski Desde seu advento em meados do século XX, o campo da inteligência artificial (IA) foi fortemente influenciado…

Read More
FAPESP destaca: Nobel de Química reconhece os inventores de catálise mais sustentável

Benjamin List e David MacMillan dividem o prêmio Niklas Elmehed / Nobel O Prêmio Nobel de Química foi concedido conjuntamente ao alemão Benjamin List, do…

Read More
QUAL A IDEIA DOS TÉCNICOS E PREPARADORES FÍSICOS DE FUTEBOL EM RELAÇÃO AO USO DE…

Marco Moreira1; Marcelo Victor R. Nascimento2; Ricardo Lima3; Filipe M. Clemente4; Bruno Silva5; João Miguel Camões6 1,2,3,4,5,6Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Escola Superior de…

Read More
EXERCÍCIO PRÁTICO DE AVALIAÇÃO ATROPOMÉTRICA E MONITORAMENTO DA FREQUÊNCIA CARDÍACA REALIZADO EM ATLETAS DO CLUBE…

Marcelo Victor Rodrigues do Nascimento; Kamila Mlocochova; André Farinhas; Filipe M. Clemente 1,2,3,4Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Escola Superior de Desporto e Lazer -…

Read More
VIGOREXIA, UM MAL QUE AFLIGE OS FISICULTURISTAS PORTUGUESES: FACTO OU MITO?

Marcelo Victor Rodrigues do Nascimento; Ricardo Lima; Filipe M. Clemente; Bruno Silva; João Miguel Camões RESUMO Este trabalho teve por objetivo conhecer a percepção que…

Read More
OPERARIADO AMAZONENSE: ANTAGONISMOS E CONSTRUÇÃO DO NOVO SINDICALISMO

OPERARIADO AMAZONENSE: ANTAGONISMOS E CONSTRUÇÃO DO NOVO SINDICALISMO - ANOS 1980 Milton Melo dos Reis Filho, Iraildes Caldas Torres RESUMO Este artigo propõe realizar uma…

Read More
Planícies associadas às florestas de mangue retiram carbono da atmosfera – Fapesp

Quando não está alagado, o solo do apicum, impregnado de sal, frequentemente aparece rachado como em zonas áridas Léo Ramos Chaves Quem observa a floresta…

Read More
TRIAGEM FITOQUÍMICA E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE EXTRATOS DE LOURO (Laurus nobilis L.)

TRIAGEM FITOQUÍMICA E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE EXTRATOS DE LOURO (Laurus nobilis L.) Daniel Macedo de Lucena; Gabriela de Cássia Sousa Amâncio, Harriman Aley Morais RESUMO…

Read More
A NATUREZA DO REDSHIFT SEGUNDO O PRINCÍPIO DE CONSERVAÇÃO DA ENERGIA MECÂNICA DO FÓTON

A NATUREZA DO REDSHIFT SEGUNDO O PRINCÍPIO DE CONSERVAÇÃO DA ENERGIA MECÂNICA DO FÓTON Daniel Souza Cardoso Instituto Federal Sul Rio-grandense, Câmpus CaVG, Pelotas, Brasil…

Read More