Estudo desvenda mecanismo de câncer cerebral pediátrico raro e aponta caminho para tratamento – FAPESP


André Julião | Agência FAPESP – Um estudo conduzido por pesquisadores de Brasil, Austrália, Áustria e Estados Unidos avançou no entendimento de um tipo de câncer pediátrico sem opções de tratamento farmacológico e com baixa taxa de sobrevivência. Os resultados, publicados na revista Neuro-Oncology, abrem caminho para a busca de terapias mais específicas.

“Os chamados ependimomas são tumores do sistema nervoso central bastante heterogêneos e sem muitas opções de tratamento além de cirurgia e radioterapia. Nosso estudo teve como foco o chamado ependimoma supratentorial com fusão entre os genes C11orf95 e RELA [ST-RELA, na sigla em inglês], um subgrupo frequente na população pediátrica, agressivo, de prognóstico ruim e sem tratamento específico”, esclarece Taciani de Almeida Magalhães, primeira autora do estudo, realizado durante seu doutorado na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) com apoio da FAPESP.

O trabalho integra um Projeto Temático coordenado por Luiz Gonzaga Tone, professor da FMRP-USP, que orientou a pesquisa de doutorado e é um dos coautores do artigo.

Esse tipo de ependimoma afeta sobretudo crianças com idade em torno de 8 anos (no momento do diagnóstico). A taxa de sobrevivência de cinco anos após o tratamento é de aproximadamente 30%, particularmente nos pacientes em que a retirada total do tumor por meio de cirurgia não é possível.

Não há medicamentos específicos e, portanto, a única opção terapêutica disponível além da cirurgia é a radioterapia, que pode causar sérias sequelas cognitivas e motoras nas crianças.

Os pesquisadores descobriram, com o auxílio de diferentes técnicas, que nesse tumor a chamada via de sinalização celular Hedgehog (Hh) está bastante ativada. Por isso, em laboratório, trataram tumores com o Sonidegib – medicamento que inibe a via Hh e, atualmente, está em testes clínicos para outros tipos de câncer que afetam o sistema nervoso central.

Ao avaliar os tumores tratados, porém, os pesquisadores observaram que eles perderam determinadas estruturas conhecidas como cílios primários e, em decorrência disso, se tornaram resistentes à droga. Era preciso trazer os cílios de volta.

De volta à bancada, o grupo constatou que a formação dos cílios era regulada por uma proteína específica, a AURKA. Não por acaso presente em outros tumores, a proteína tinha também um inibidor específico em testes clínicos, o Alisertib.

Além do Sonidegib, os pesquisadores passaram então a tratar os tumores com o Alisertib. Os cílios primários não se perderam e o Sonidegib pôde atuar, promovendo a morte das células tumorais com sucesso, sem afetar as saudáveis.

Com a combinação de drogas funcionando no modelo in vitro, coube aos pesquisadores fazer os testes em animais, por meio de uma colaboração com cientistas da Austrália. Camundongos que desenvolveram o tumor no cérebro foram tratados com a combinação. Para a surpresa dos pesquisadores, porém, os animais não tiveram nenhum aumento de sobrevida em comparação aos camundongos-controle, que não receberam tratamento.

O grupo acredita que a camada que recobre os vasos sanguíneos do cérebro para protegê-los do meio externo, a chamada barreira hematoencefálica, esteja impedindo o medicamento de chegar até o local a ser tratado.

“Outros estudos mostram que inibidores da proteína AURKA, aquela que promove a perda dos cílios primários, não chegam até o cérebro. É uma possível explicação para o fato de nosso tratamento não ter funcionado em animais”, explica Magalhães, que atualmente realiza estágio de pós-doutorado na Harvard Medical School, nos Estados Unidos. Antes, a pesquisadora havia realizado parte do doutorado na mesma instituição.

Alternativas

Agora, os pesquisadores buscam outros medicamentos com a mesma ação que consigam ultrapassar a barreira hematoencefálica e, quem sabe, finalmente chegar mais perto de um tratamento inédito para esses tumores.

“Mesmo a combinação não tendo alcançado o sucesso esperado no modelo animal, agora conhecemos os mecanismos moleculares do tumor e, portanto, temos um caminho a seguir que até então não era conhecido”, afirma a pesquisadora.

Para Elvis Terci Valera, professor da pós-graduação do Programa de Saúde da Criança e do Adolescente da FMRP-USP, que também colaborou com o estudo, a descoberta abre perspectiva para estudos clínicos utilizando gerações mais modernas de drogas inibidoras da via Hh e da proteína AURKA, com melhor penetração no sistema nervoso central.

“Outra estratégia seria aplicar essas drogas mais modernas diretamente no liquor cefalorraquidiano, líquido que circula no cérebro e na medula espinhal. Opções como essa poderiam ser avaliadas a fim de reverter a resistência ao tratamento”, conclui Valera.

O estudo Activation of Hedgehog signaling by the oncogenic RELA fusion reveals a primary cilia-dependent vulnerability in supratentorial ependymoma pode ser lido em: https://academic.oup.com/neuro-oncology/advance-article-abstract/doi/10.1093/neuonc/noac147/6596001.

 

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

 

Revista Sociedade Científica recebe Qualis B2

A Revista Sociedade Científica (RSC) recebe sua primeira qualificação Qualis-Capes na avaliação do triênio 2017-2020. Embora ainda jovem, a RSC frente aos desafios em sua…

Read More
Parâmetro universal obtido por brasileiro foi incluído no principal compêndio da física de partículas (Ag.…

José Tadeu Arantes |Agência FAPESP – A interação forte é um ingrediente fundamental para a existência do Universo, tal como o conhecemos. É ela que…

Read More
Material nanoestruturado melhora o desempenho de células a combustível (FAPESP)

Agência FAPESP* – Cientistas do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) e colaboradores de instituições da Europa desenvolveram uma nova estratégia para aprimorar as…

Read More
A CLÁUSULA DO CONTRADITÓRIO E O INCIDENTE DE RESOLUÇÃO DE DEMANDAS REPETITIVAS

Reinaldo Paulo Sales Junior Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, Brasil. RESUMO O artigo procura estabelecer a legitimação da tese fixada no IRDR…

Read More
Estudo elucida em nível celular como a prática de exercícios preserva a aptidão física no…

Maria Fernanda Ziegler | Agência FAPESP – É consenso entre os especialistas que a prática regular de exercício físico é fundamental para garantir qualidade de…

Read More
Cientistas aliam sensoriamento remoto a testes em campo para estudar efeito do fogo na savana…

Cristiane Paião | Agência FAPESP – Os algoritmos usados para detecção e monitoramento, por imagens de satélites, de áreas queimadas na savana amazônica precisam levar…

Read More
JESUS DEU PODER AO MINISTÉRIO DA IGREJA PARA PERDOAR PECADOS EM JOÃO 20:23?

Marcelo Victor Rodrigues do Nascimento Instituto Aliança de Linguística, Teologia e Humanidades (IALTH) - Recife, Brasil RESUMO Este artigo teve por objetivo apresentar uma análise…

Read More
ANÁLISE DOS TESTES DE CAMPO USADOS PARA AVALIAÇÃO DA AGILIDADE NO BASQUETEBOL

ANÁLISE DOS TESTES DE CAMPO USADOS PARA AVALIAÇÃO DA AGILIDADE NO BASQUETEBOL Adriano Vretaros ¹Pós-Graduado em Bases Fisiológicas e Metodológicas do Treinamento Desportivo – Universidade…

Read More
A HERESIA DO MISTICISMO E A MUDANÇA DA CEIA DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL

A HERESIA DO MISTICISMO E A MUDANÇA DA CEIA DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL Marcelo Victor Rodrigues Nascimento Instituto Aliança de Linguística, Teologia e Humanidades…

Read More
Estudo desvenda mecanismo de câncer cerebral pediátrico raro e aponta caminho para tratamento – FAPESP

André Julião | Agência FAPESP – Um estudo conduzido por pesquisadores de Brasil, Austrália, Áustria e Estados Unidos avançou no entendimento de um tipo de…

Read More
JESUS CRISTO: HUMANO, DIVINO OU HUMANO E DIVINO?

JESUS CRISTO: HUMANO, DIVINO OU HUMANO E DIVINO? Marcelo Victor Rodrigues Nascimento RESUMO Este artigo teve por objetivo dar um parecer acerca da pessoa de…

Read More
EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO NO SISTEMA IMUNOLÓGICO EM JOGADORES DE BASQUETEBOL

EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO NO SISTEMA IMUNOLÓGICO EM JOGADORES DE BASQUETEBOL Adriano Vretaros RESUMO Esta pesquisa tem como objetivo apresentar através de uma revisão literária…

Read More
Pesquisadores desvendam estratégia bacteriana para roubar metais como zinco e ferro do hospedeiro

Luciana Constantino | Agência FAPESP – Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) desvendaram a estratégia usada pela bactéria Chromobacterium violaceum para roubar metais como…

Read More
MARIA, GERAÇÃO OU GESTAÇÃO DO FILHO DE DEUS?

Marcelo Victor Rodrigues Nascimento RESUMO Este artigo teve por objetivo apresentar uma revisão bíblica sobre a real participação de Maria no tão esperado nascimento do…

Read More
O passado, o presente e o futuro da cromatografia de exclusão de tamanho na separação…

Autores: Hussein Kaddour, Malik Tranquille  and Chioma M. Okeoma. As vesículas extracelulares (EVs) são partículas membranosas derivadas de células secretadas por todos os tipos de…

Read More
Edição anual da Revista Sociedade Científica

A Revista Sociedade Científica em 2021 apresentará adição anual, com submissão e publicação contínua. Neste novo modelo, os artigos aprovados são editados e publicados em…

Read More